segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Resenha - Se Houver Amanhã de Sidney Sheldon


Depois de ler Depois da Escuridão e Um Capricho dos Deuses, fiquei muito empolgado em conhecer outras obras do autor best-seller. Após muitas recomendações, comprei Se Houver Amanhã e comecei a ler. Uma leitura surpreendente, envolvente e que te prende do início até o fim, com uma narração impecável e sedutora, e um enredo convincente e rico. Sem dúvidas, o melhor livro do autor.


Quando comecei a ler eu achei estranho e pensei que estava com o livro errado, pois quando eu li a sinopse, que mencionava "Crimes perfeitos são um desafio para Tracy Whitney", não consegui associar a imagem da personagem. Vou explicar. Tracy Whitney é uma mulher bem-sucedida, em seu trabalho no banco, estar noiva de um homem que a ama e da alta-sociedade, e ser uma mulher honesta e verdadeira. Então ela recebe a notícia da morte de um familiar e viaja até Nova Orleans para saber tudo sobre o acontecido. Então descobre que a morte está associada ao mafioso Joe Romano. Tracy, de forma ingênua, procura o tal homem para tirar satisfações, mas acaba tudo dando errado, e injustamente, por mãos de homens poderosos da cidade, Tracy acaba na prisão, num inferno interminável, onde terá que lutar para sobreviver. Mas Tracy promete que irá se vingar dos homens que a colocaram ai.

"Ela fez uma pausa, olhando para a não esquerda de Tracy. Não havia aliança ali, mas também isso nada significava atualmente. 'Particularmente com as classes inferiores', pensou Sue Ellen. Ela perguntou delicadamente:
- Você tem filhos?
Tracy pensou no filho que não chegara a nascer." 
Página 106

Sim. O livro é dividido em três partes, e na primeira, a história narrada é essa acima que eu contei. Então vem a segunda parte, que conta a vingança de Tracy contra os homens que a colocaram injustamente na prisão, e finalmente a terceira e última parte, que para mim, é a mais empolgante, pois mostra o que a sinopse conta.

Tracy descobre que arrumar um emprego digno depois de ser presidiária está fora de cogitação, pois ninguém quer ter uma ex-detenta trabalhando pra ela. Até que Tracy se envolve em uma proposta com um homem que vende jóias e diamantes caríssimos, e depois envia uma pessoa para roubar as riquezas do comprador. Tracy, aflita para ganhar dinheiro, aceita, e quando completa o trabalho, fica animada por ter conseguido contornar a polícia local e tudo ter dado certo por causa de sua mente brilhante. Tracy então começa a aceitar novos trabalhos, até tornar sua "profissão" o roubo de tesouros.

"Pois Ernestine estava enganada. Joe Romano era apenas o primeiro. Os outros se seguiriam. Um a um."
Página 130 

É difícil explicar toda a história de Se Houver Amanhã, que é um ótimo título para o livro, pois ilustra o estado de Tracy. A cada roubo ela corre o perigo de ser pega, e mesmo assim ela aceita, correndo o perigo de não haver um amanhã. A narrativa, apesar de mudar a cada parte do livro - a primeira parte o foco se dá na prisão injusta de Tracy, na segunda parte sua vingança, e na terceira, a sua nova vida como ladra experiente - é perfeita! Sidney Sheldon conduz o enredo de forma que prende o leitor, e mesmo que de vez em quando perca o fôlego, é apenas uma folga depois de uma sucessão de fatos frenéticos e empolgantes. Creio que qualquer leitor tenha ficado surpreso com o rumo da história, pois eu nem imaginava tudo o que aconteceria.

Sobre a protagonista, no começo eu achei ela bem ingênua. De forma mais agressiva, idiota por querer tirar satisfações com um mafioso. E esse tirar satisfações foi a pior forma, pois acho que ninguém em sã consciência faria tudo o que ela fez - apesar de você entender tudo o que ela fez. O negócio é o seguinte: Tracy não é ingênua como parece. Na verdade ela só precisou de um de repente da vida, pra acordar de vez. E podemos perceber as mudanças da personagem, o crescimento dela, o amadurecimento do seu modo de viver. Até agora, eu nunca vi uma personagem como Tracy Whitney que me fizesse torcer tanto por ela, e ainda mais quando ela fazia o errado, porque todo mundo sabe que roubar não é de Deus!, rs.

"Somente depois que o trem Amtrak partiu da Estação Pensilvânia é que Tracy começou a relaxar. Esperara a cada segundo que uma mão pesada pousasse em seu ombro e uma voz dissesse:
- Você está presa." 
Página 195

Como todo livro, sempre tem seu antagonista, neste é o estranho Daniel Cooper que tem a obsessão de querer pegar Tracy e coloca-la na cadeia para morrer - além de querer dar algumas chicotadas em seu corpo nu, mas isso não vem ao caso... O mais legal é que você percebe  a mentalidade maligna desse personagem, e em todo o livro você não sabe porque ele se tornou estranho assim. A revelação no final é tão estranha quanto o personagem, mas Sidney Sheldon não deixou nenhuma ponta solta.

E como há a mocinha, tem o mocinho, e este é Jeff Stevens. Vigarista, sem dúvida, mas não aquele vigarista que apenas quer tirar proveito das pessoas. Jeff tem toda uma história narrada, e assim como Tracy, ele teve razões para se tornar o que é. Espere no livro um "combate frio" entre Tracy e Jeff, uma disputa acirrada e que Sidney criou de maneira bem convincente, e é uma das partes que eu considero minhas favoritas. Mas também espere cenas de companheirismo e aliança - mesmo que momentâneas.

"Ela puxou Jeff contra si, sentindo o coração dele bater contra o seu. Comprimiu-se contra ele, mas ainda não podia chegar bastante perto. Desceu para o pé da cama, os lábios roçando pelo corpo de Jeff, em beijos suaves, ternos, subindo devagar, até encontrar [...]"
Página 392 

Eu poderia ficar horas e horas recomendando e falando bem de Se Houver Amanhã, pois de todos os poucos livros que li do Sidney Sheldon, esse é, sem sombra de dúvida, o melhor que já li dele. Tem tudo ali: amor, traição, ação, cenas fortes, intriga e etc. Se Houver Amanhã não te decepciona. Recomendo pra quem está afim de ler um bom livro com a marca do Sidney Sheldon!

***

5 pensamentos... pq néh?!
Sobre o Livro:

Título Nacional: Se Houver Amanhã
Ano de Lançamento: 2012
Número de Páginas: 434 páginas
Editora: BestBolso - selo da Best-Seller
Tradutor: A. B. Pinheiro de Lemos
Título Original: If Tomorrow Comes
Ano de Lançamento: 1985
Número de Páginas: 400 páginas

8 comentários:

  1. Esse é o único livro que li do Sidney Sheldon, mas foi suficiente pra se tornar fã da escrita e de tudo mais que o autor proporcionou nessa obra. A Tracy é de longe uma das melhores heroínas da literatura, além de ser uma mulher encantadora.
    Claro que não me lembro de tudo, já que faz quase dois anos, mas sei que esse livro garantiu meu desejo de ler novas obras do autor - pena que fui enrolando, mesmo com os livros em mãos, e agora não sei quando dará pra mim ler :/

    Abraços!
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidney é um mestre da literatura e não tem como os amantes de livros policiais não gostarem de suas tramas bem arquitetadas e engenhosamente executadas. Corra pra ler outros livros do autor! Recomendo "Um Capricho dos Deuses"!

      Excluir
  2. Esse é meu livro preferido de Sheldon e um dos preferidos na história da minha vida. Não tenho palavras para descrever como amo esse livro. Aliás, que vontade que eu tenho de aplicar o golpe do jogo de xadrez hehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o mesmo comigo. É difícil você falar de algo que você gosta bastante!
      E sobre o golpe do jogo de xadrez, nunca havia passado pela minha cabeça aquela tática! Depois eu entendi em como seria fácil... na verdade a Tracy nem jogou, ela só fez de uma maneira diferente os dois mestres de xadrez se enfrentarem. GENIAL!

      Excluir
  3. Olá Joshua,
    Poxa, fiquei muito feliz quando você postou no twitter que ia fazer uma resenha deste livro, que por uma acaso é o meu livro favorito rs
    É impossível não se apaixonar por uma história de Sidney Sheldon, já li 7 até agora e nenhuma me decepcionou !
    O mais legal de Se Houver Amanhã é como a sucessão dos fatos acorrem de uma forma que te deixa de boca aberta. Isso sem contar o quanto o Tio Sheldon gosta de trollar os leitores né ?
    A terceira parte também é a minha favorita, principalmente quando ela vai roubar aquele quadro e depois de ter armado o plano perfeito, o Jeff chega e leva ele kkkk
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é impossível não se apaixonar por um livro do Sheldon. Li até agora apenas três, mas já sou fã!
      E o troll do Jeff Stevens foi MUITO troll! Que raiva que dá, mas também te deixa surpreso!

      Excluir
  4. As personagens de Sheldon são carismáticas demais. É difícil escolher a melhor. Catherine, Jennifer, Paige e Lara são as minhas preferidas, mas as mulheres tem uma predileção pela Tracy. No meu blog há um post sobre as mulheres da literatura mais admiradas pelas leitoras, se quiserem conferir:
    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/2014/05/livros-em-lista-sete-mulheres-que-as.html

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é fantástico! Tem partes dele q deixa você morrendo. kkkk de alegria, de tristeza e de aflição! Quando ele engressa nessa dos crimes é muito louco as coisas que ela faz, tipo, tem de ser muito corajosa, ou burra pra fazer. Mas, falando sério, de burra ela não tem nada mesmo. kkk, ela é demais. Muito esquisito esse daniel, crédo, ele me dava medo. Acho q o último roubo q ela faz no livro é o melhor. kkk. Livro mt legal mesmo! Caro autor do blog! Me diga: tem algum livro do sidney sheldon q vc não gostou? Eu tenho um. "um estranho no espelho".

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...