sábado, 16 de junho de 2012

Resenha - O Grande Desafio de Pedro Bandeira

Toni era um garoto muito especial. Inteligente, excelente nadador e fera em computadores. Com muito bom humor, podia fazer melhor tudo o que um garoto da sua idade fosse capaz... ou quase tudo. O que fazer então para conquistar Carla? Estava superapaixonado, mas como aquela garota iria querer alguém como ele, assim diferente... A oportunidade de aproximação veio de forma inesperada. O Pai de Carla estava sendo injustamente acusado de desfalque. Era preciso provar sua inocência!... Com astúcia, Toni enfrenta o crime organizado, a cobiça desenfreada, o medo e, principalmente, o preconceito. Você vai se envolver nesta aventura e ver como podemos tudo, bastando para isso ter vontade, coragem. 

Pedro Bandeira, autor da série Os Karas e entre outros livros, deixa sempre sua marca: uma escrita frenética, com fatos coerentes, e uma narração que não perde ritmo e um desfecho bem elaborado, assim como todo conteúdo e estruturação da história. E podemos ver isso novamente no livro O Grande Desafio.



A história se passa num colégio famosíssimo, o Professora Cidinha Moura, por causa da alta qualidade de ensino... até que o diretor, conhecido como o Velho, sofre um acidente grave ao cair de uma escada. Levado para o hospital, fica na UTI sem ninguém poder o visitar, até mesmo porque, para não agravar o estado de saúde do diretor. Seu filho então sobe ao poder da escola, sempre amigável com os alunos, perpetuando o que seu pai fazia. O genro do ex-diretor também assume a vice-direção da escola, mas ao contrário do ensino do sogro, que dirigia a escola rigidamente e mantendo a tradição, ele quer modernizar a estrutura escolar, adicionando a tecnologia, como computadores, reformulando o modo de direção e etc. Isso por um lado é bom, mas por outro, ruim... Mas a história não para por ai! Um desfalque é apontado na contabilidade da escola, a verba da escola foi desviada para alguma coisa, mas o autor do desfalque ainda é um mistério, até que o pai de Carla, uma aluna da escola e contador do Cidinha assume o crime. Mas Toni, outro aluno da escola e apaixonado por Carla fará de tudo para provar a inocência do contador...

É difícil contar mais sobre a história sem soltar algum spoiler, pois na verdade o livro todo é cheio de surpresas. E o melhor é que o protagonista, Toni, na verdade é um deficiente visual, e mesmo sendo "especial", ele consegue resolver todo o mistério por trás do desfalque na contabilidade do colégio, a prisão súbita do pai de Carla e etc. Tudo isso tem uma certa ligação, e é Toni que resolve tudo, ao lado de Carla - sua paixão - de sua mãe e entre outros personagens.

Pedro conseguiu ciar uma história original. Ele soube dar vida aos personagens, principalmente a Toni. Deficiente visual ou não, o autor passou a mensagem que mesmo você sendo "especial", você pode tudo. Não importa como você nasceu, saiba que tudo é possível. E Toni é um grande exemplo disso. Eu fiquei boquiaberto diante de sua esperteza e força de vontade e ainda mais de sua devoção em provar que o pai de Carla era inocente, mesmo sem ela lhe dar tanta bola ou ligar para ele.

Sobre o final, o ruim foi porque o autor já tinha deixado evidente quem erá o malvado da história. Mas como o "malvado da história" arquitetou todo o plano, essa foi uma surpresa.

Enfim, recomendo esse livro para todos. Um livro muito bom, que passa inúmeras mensagens de força de vontade através de suas páginas, que fala também sobre paixões, e acima de tudo, que uma pessoa pode aparentar algo, mas em seu interior é completamente o contrário daquilo.

Sobre a diagramação do livro, muito boa, e ainda conta com algumas ilustrações, que em minha opinião, ficaram muito boas e ainda transmitem as cenas do livro.

FICHA DO LIVRO:

Título Nacional: O Grande Desafio
Ano de Lançamento: 1996
Número de Páginas: 142
Editora: Ática
Tradutor: -
Título Original: -
Ano de Lançamento: -
Número de Páginas:  -
Editora: -

7 comentários:

  1. Pessoalmente não gosto quando o autor limita ou complexa muito um personagem principal quando o irá por num romance. Eu abandonei a leitura de Firme como bóia um pouco por causa disso. Tenho certeza que Pedro Bandeira tem seus métiros no livro ao passar mensagens de força de vontade mas fico indeciso, com receio de leituras assim. Mas é um gosto pessoal. Um pouco de mim.

    Li sua resenha e gostei. Tem uma desenvoltura ao falar. Continue assim.

    att.,
    CJ
    Braunne BR

    ResponderExcluir
  2. Os livros do Pedro Bandeira são muito bons pra que tá começando no "mundo da leitura". Li esse livro há muito tempo atrás e já tinha esquecido da história. Foi bom relembrar.

    ResponderExcluir
  3. Oi ..

    Não acho que o livro seria uma boa pedida para uma pessoa como eu, mas concordo com o amigo de cima. Para pessoas iniciantes do mundo literário, o livro irá satisfazê-lo completamente!


    João Victor
    Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Pedro Bandeira marcou minha infância. Admiro muito o trabalho do autor, e sempre dou uma olhadinha nos livros dele novamente, só para relembrar. Muito bom!

    Beijão

    Lu Tazinazzo
    http://aceitaumleite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Pedro Bandeira, meu favorito! Amo os livros dele, e o meu preferido é A Marca de Uma Lágrima... Meu deus... Livros muito bons.... Adoro !

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. e eu com isso se vc vai ler ou ñ ler idiota

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...